Orquídeas Brasileiras

Como sabemos todos os tipos de flores inclusive as orquídeas brasileiras disponibilizam de uma beleza que encanta e contagia todos que olham para ela, pois são frágeis e totalmente delicadas, porém, são muito elegantes, além de serem capazes de demonstrar a beleza do nosso país.

As orquídeas são as flores mais cobiçadas do mercado e as espécies de orquídeas brasileiras, a cada novo dia conquistam novos fãs do exterior por conta das suas possibilidades de cruzamento e sua beleza que não se compara a nenhum outro tipo de flor.

Sempre com cores fortes e com o seu poder encantador, muitas delas podem ser cultivadas dentro de sua própria casa, porém é necessário que tenha muito cuidado e saiba as melhores maneiras de cultivá-las.

Focado neste assunto, elaboramos este artigo com o intuito de mostrar a vocês algumas espécies de orquídeas brasileiras e ainda dar algumas dicas de como cultivar essas belas flores. Confira!

orquidea-brasileira2

Espécies de Orquídeas Brasileiras e Alguns Cuidados

As orquídeas são capazes de encantar as pessoas, pelo simples fato de sua existência e sua aparência. Elas são cativantes e atraentes, além de deixarem o ambiente em que estão mais harmonioso e bonito.

Essas características que citamos são primordiais de um orquidário que é bem cuidado e que possui diferentes espécies dessas flores, sejam elas orquídeas brasileiras ou não.

No mundo todo existe em média, cerca de 25 mil espécies de orquídeas e deste total, 2600 espécies são do Brasil.

Sendo assim, para você saber quais orquídeas colocar em seu orquidário, para que ele fique cada vez mais bonito, separamos cinco espécies de orquídeas brasileiras, conheça um pouco sobre elas.

Cattleya labiata

A Cattleya labiata é considerada como a principal orquídea e o principal gênero comercial, isto por conta de sua beleza encantadora. Ela é conhecida como Rainha do Nordeste e infelizmente é uma das espécies que estão sendo ameaçadas por conta da expansão territorial.

Ela floresce no verão e oferece a nós flores grandes, perfumadas e coloridas. Para que o seu cultivo seja bom, é preciso colocar extrato de fibras de coco, esfagno ou casca de pinus, além disso, não se esquecer de realizar a sua rega 1 ou 2 vezes por semana.

Cattleya intermédia

A Cattleya intermédia é nativa dos estados do Sul do nosso país, inclusive no Rio Grand do Sul e Santa Catarina, mas isso não quer dizer que ela não existe em outros estados.

Oferece para os seus amantes, diversas cores e diferentes tipos, porém é uma flor que necessita de atenção redobrada quando se trata de irrigação, pois, ela se desidrata muito facilmente. Gosta de iluminação e tem melhor desenvolvimento em substrato de sfagno.

Cattleya Julio Conceição

A Cattleya Julio Conceição é a primeira orquídea hibrida branca produzida aqui no Brasil e o seu nome se dá por conta de seu criador, cujo nome é Julio Conceição.

Oferece aos seus amantes lindas flores e o seu cultivo é bem fácil, basta deixa-la em substrato bem arejado e realizar a sua rega 1 ou 2 vezes por semana se necessário.

Cattleya warneri

A Cattleya warneri é típica da estação da primavera. Possui flores grandes e em variados tons de lilás, azul e roxo.

Desenvolve-se melhor em climas quentes e amenos e o seu cultivo pode ser feito em vasos com substrato de boa drenagem.

Oncidium flexuosum

A Oncidium flexuosum é mais conhecida aqui no Brasil como Chuva de ouro e são muito utilizadas para a decoração de ambientes internos.

Podem ser cultivadas em vasos ou em tocos de madeira com substrato. Precisam de sol pela manha e sombra na parte da tarde, além disso, não deixa de necessitar de água, porém com moderação.

Além dessas orquídeas brasileiras que citamos acima, existem muitas outras que são capazes de enfeitar o nosso país e encantar a sua população.

No entanto, adquira agora mesmo a sua orquídea brasileira e enfeite a sua casa com ela. E ai, o que achou deste artigo, deixe seu comentário abaixo e nos diga quais são as espécies de orquídeas brasileiras que você possui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *